Sessão especial debate abandono do Terminal Hidroviário na Assembleia Legislativa

Meus amigos e amigas,
Tem gente dizendo por aí que o PT seria hipócrita por que aprovou recursos para a construção de um terminal hidroviário num galpão da CDP ao mesmo tempo em que cobra a reabertura do terminal hidroviário metropolitano de Belém, construído e inaugurado pela governadora Ana Júlia, em 2010.
São duas coisas bem distintas em nossa opinião. Uma é a construção de mais um terminal hidroviário, a outra a reabertura de um terminal que foi deixado pronto e inaugurado e que o governo Jatene abandonou de propósito só para atingir a ex-governadora Ana Júlia e o PT, dando uma grande banana para os ribeirinhos que aguardam há anos pela construção de um local adequado para desembarcar em Belém. Não somos contra a construção de mais um terminal, o que queremos é que o atual já construído seja imediatamente aberto e colocado à disposição do Público.
Em nosso favor está o Ministério Público Federal que exigiu a abertura do terminal desde maio deste ano e até agora não foi atendido, apesar dos recursos federais injetados na obra que custou R$ 7,5 milhões (ver documento Recomendacao_Porto_Metropolitano).
Hoje o assunto voltou a ser discutido em sessão especial na Assembleia Legislativa, por solicitação do deputado Bordalo. A sessão foi realizada às 9h, no auditório João Batista, da ALEPA.
“O Terminal Hidroviário Luiz Rebelo foi construído para transportar 4,5 mil passageiros e embarcações de médios e pequenos portes. Foi inaugurado em dezembro/2010 e recebeu R$ 7,5 milhões em recursos públicos. Inaugurado no final do governo do PT, mas nunca colocado em funcionamento! O Governo Jatene deve uma explicação à Alepa, à sociedade e a toda a população sobre o abandono do terminal hidroviário, abandono de um patrimônio público que foi construído, inaugurado, bastava apenas colocar em funcionamento e não o foi”, afirma o deputado.
Nós fizemos uma audiência da Comissão de Transportes da Câmara, no dia 20 de setembro, para debater o Terminal Hidroviário Metropolitano Luiz Rebelo Neto.
Jatene diz que vai transformar o terminal num centro de reabilitação para deficientes, mas é só papo furado. No Procedimento Administrativo-PA de n.º 1.23.000.000083/2012-29 que tramita na Procuradoria da República, o procurador Alan Rogério Mansur da Silva afirma que o terminal hidroviário é imprescindível e que qualquer mudança de finalidade da construção só devolvendo o dinheiro. O MPF também não encontrou qualquer pendência na prestação de contas que pudessem impedir o funcionamento do terminal.
Então por que ele não está funcionando? Por causa dos pirriques do Jatene? Ele tem é que cumprir a lei e reabrir o terminal imediatamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s