Tivemos uma ótima audiência pública sobre o Terminal Hidroviário, hoje de manhã, na Câmara. Pena o Governo do Estado não ter demonstrado interesse porque a população, os políticos, pesquisadores, técnicos e professores se interessam e muito sobre o destino de uma obra que custou R$ 7,5 milhões, 2,5 milhões do governo federal, e que foi deixada prontinha para logo começara a servir a população ribeirinha e os passageiros de barco que chegam até de outros estados à nossa capital.

Os representantes do governo, engenheiro Antônio Carlos, representante do secretário de Transportes, Eduardo Carneiro, e o presidente da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará, Abraão Benassuly Neto pouco falaram e só repétiram os argumentos técncicos usados pelo governo para tentar mudar o objetivo da obra para um centro de reabilitação de portadores de deficiência.

O procurador Alan Mansur reafirmou todos os argumentos que usou no procedimento administrativo que ele abriu para apurar o assunto, tendo concluído que não há empecilho algum para que a obra seja inaugurada, nem mesmo por parte da Marinha, quanto à navegabilidade na área.

O deputado Bordalo comentou sobre a visita que uma comissão da Assembléia fez ao local, onde se constatou que não haveria impedimento algum para o funcionamento do terminal. Ele se propôs a realizar uma Sesão Especial na Assembléia, onde pretende cobrar documentos do governo que provem alguma coisa contra o funcionamento do terminal.

Enfim, muita gente falou, a professora Patrícia Betancourt e o professor Manoel Peres, da Faculdade de Engenharia Civil da UFPa.
No final propus que façamos uma nova audiência da Comissão de Trasnporte da Câmara, lá no Terminal Hidroviário, com a participação de todos, Caixa Econômica, Governo do Estado, Minsitério Público Federal, enfim, todos os interessados para debatermos o assunto lá mesmo no local, onde diversos argumentos poderão ser verificados se são verdadeiros na prática.

Agora, se a Secretaria de Meio Ambiente deu licença para a obra, se o Governo Federal emprestou dinheiro – que teria que ser devolvido em caso de mudança de finalidade – então é porque a obra é viável e a população carente precisa com urgência de um Terminal Hidroviário digno para todos nós, inclusive, que de vez em quando também temos que ir ali em Cotijuba, Combu e outras ilhas do nosso município.

Vamos à luta, esse terminal é dos nossos ribeirinhos que chegam aos milhares em pequenas embarcações em Belém todos os dias e não têm um local seguro e confortável para desembarcar os pasageiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s