Professora Milene apoia a Marcha Mundial das Mulheres na Cúpula dos Povos

A Professora Milene apoia o movimento mundial das mulheres, que reunirá hoje cerca de 900 mulheres na Cúpula dos Povos, Rio de Janeiro.

“Estamos construindo este processo como parte da luta contra a mercantilização da vida e da natureza e em defesa dos bens comuns. Para enfrentar os desafios dessa crise sistêmica, a Cúpula dos Povos não será apenas um grande evento. Trata-se de um processo de acúmulos históricos e convergências das lutas locais, regionais e globais, que tem como marco político a luta anticapitalista, classista, antirracista, antipatriarcal e anti-homofóbica.


Queremos um desenvolvimento que altere os padrões de consumo e que respeite os bens comuns. Vamos denunciar a violência e o controle sobre a vida das mulheres.

A Marcha Mundial das Mulheres na Cúpula dos Povos Rio+20

Estaremos em aproximadamente 900 mulheres, participaremos da Cúpula de forma militante, solidária e colaborativa para que possamos ter uma experiência que na pratica valorize o viver e o compartilhamento coletivo das responsabilidades, trabalho e militância.

Organização da MMM na Cúpula dos Povos

Iremos nos organizar em equipes para garantir a organização do alojamento, alimentação, segurança, saúde, limpeza, comunicação e mobilização. Cada estado/delegação terá companheiras nas equipes.

Território da Cúpula

Se estende pelo Aterro do Flamengo. As tendas têm números e nomes de lutadoras e lutadores do povo. A MMM compartilhará a tenda !Ya Basta! com Amigos da Terra, Jubileu Sul, Via Campesina e outros movimentos. A !Tenda Ya Basta!

Da MMM – Pará vão as companheiras Liliani Nascimento, Caroline Bernardo, Keylla Jamile, Auisy Belarmino, Márcia Nascimento, Luiza Tomaz, Cacilda Ledo, Maria Helena Ramos, Maria das Graças e Rita Viana. Temos certeza que a participação do Pará será nota 10 nas programações populares da Rio+20.

Voltem com a bagagem cheia de informações e disposição de luta. Boa viagem!

Nossa PROGRAMAÇÃO na Cúpula dos Povos

Atividade autogestionada

“Feminismo, Agroecologia e Soberania Alimentar: construindo um novo paradigma de sustentabilidade da vida humana”, dia 16, das 11:30h às 13:30h, na Tenda 10 – Dorcelina Folador. Ela é organizada com o GT mulheres da ANA, REF, Via Campesina, Contag, CAOI, FBSSAN.

Atividades de organizações amigas e/ou processos que participamos:

– Economía del cuidado: una clave para la vida del planeta (Economia do cuidado: chave para a vida do planeta), dia 16, das 16:30h às 18:30h,  na Tenda 10 – Dorcelina Falador, e é organizada por Fundação Solón, Rede Latinoamericana Mulheres Transformando a Economia, entre outras.
– Frente aos instrumentos e falsas soluções do capitalismo verde: resistindo aos impactos territoriais e as estratégias institucionais de mercantilização da natureza, dia 16, das 14h às 15:30, na Tenda 33 – Toussaint Louverture, e é organizada pelo Grupo da Carta de Belém, que a MMM é signatária.

As plenárias de convergência serão dia 17 (manhã e tarde) e no dia 18 (tarde). Elas estão organizadas em torno a cinco temas unificadores:

Plenária 1: Direitos por Justiça Social e Ambiental
Plenária 2: Defesa dos bens comuns contra a mercantilização.
Plenária 3: Soberania Alimentar
Plenária 4: Energias e indústrias extrativas
Plenária 5: Trabalho, por outra economia e novos paradigmas de sociedade.

Estaremos presentes em todas apresentando uma visão feminista sobre os três eixos que serão discutidos paralelamente em cada uma delas: denúncia das causas estruturais das crises, das falsas soluções e das novas formas de reprodução do capital; soluções e novos paradigmas dos povos; agendas, campanhas e mobilizações que articulam os processos de luta pós Rio+20.

Mobilizações:

Dia 18, segunda-feira, é o dia da mobilização das mulheres na Cúpula dos Povos. Sairemos todas juntas do sambódromo, até a concentração da manifestação, às 10h no MAM.
Dia 20 é o dia mundial de mobilização. Na parte da manhã faremos um ato de solidariedade à vila autódromo, afetada pelos megaeventos e próxima ao Rio Centro, onde acontece a Conferencia da ONU, a Rio+20. A partir das 15h, uma grande marcha será realizada nas ruas do Rio de Janeiro.
Entre essas manifestações massivas, faremos intervenções feministas na cidade, denunciando a mercantilização do corpo e da vida das mulheres que é parte da ofensiva do capital sobre nossos territórios.

Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!
Mulheres em luta contra o capitalismo verde!

Fonte: http://mulheresemmarcha.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s